Conheçam Anita Van Dyke, uma cientista espacial (sim, ela queria ser astronauta!) que largou a vida corporativa maximalista para se tornar uma ativista do lixo zero. Ela tem um instagram super legal sobre o assunto, um site e livro publicado sobre como reduzir o seu lixo em 80% fazendo pequenas escolhas no dia-a-dia. Tudo a ver com o que queremos mostrar aqui, as microrrevoluções.

O interessante da Anita é que ela era uma consumista exagerada que comprava uma bolsa cara por mês. Ela conta que teve uma crise aos vinte e muitos anos e sentiu que faltava um propósito na sua vida. Largou o emprego e teve que aprender a se virar com bem menos. Aí descobriu o minimalismo e a vida lixo zero. Ela diz que não foi exatamente o causa ambiental que a impactou, mas a econômica. Essa é uma bandeira que ela sempre levanta: uma vida lixo zero é melhor para o nosso bolso!

Acompanhar o instagram dela @rocket_scientist é uma delícia porque ela dá dicas diárias simples. Por exemplo: ao fazer compras no supermercado, se atentar à sessão de produtos que estão para vencer ou aqueles legumes que tem um “machucadinho”, não tão bonitos, para preparar o que ela chama de “sopa órfã” – só feita de sobras. Dá para fazer sopas deliciosas!

Ela mostra que é possível levar uma vida chique e fina sempre pensando no meio ambiente. Como? Comprando roupas de marca em brechós só quando necessário, não comprando nada de marcas que duram pouco (incluindo móveis em loja de muito design e pouca qualidade). É preciso sempre levar em conta a qualidade no lugar da quantidade.

Eu descobri a Anita por causa de um podcast que eu ando ouvindo muito chamado “The Lavendaire Lifestyle” – está no Spotify, mas só tem em inglês. O tema que eu ouvi foi “A Mindful Guide to a Zero Waste Living”. A conversa traz reflexões preciosas como o quanto a sociedade de consumo está nos afastando do que realmente importa e o quanto comprar/ ter coisas novas não preenche o vazio interior.

Eu, Clara, gosto de ouvir esses relatos porque me identifico. Sempre gostei de ter produtos da última moda. Depois que passei por essa mudança de consciência aprendi a valorizar outras coisas no lugar da moda. Anita diz isso no podcast: “depois que a nossa consciência muda, aprendemos a valorizar o interior mais do que o exterior”.

Pra finalizar, tem algo que ela fala que nós trazemos muito por aqui. A entrevistadora pergunta: como você lida com aquelas pessoas que não estão alinhadas com essa consciência, que não entendem a necessidade de uma mudança para um mundo mais sustentável? Ela responde: Não adianta nada tentar impor a urgência do tema para essas pessoas. Cada um tem o seu tempo. O melhor jeito de fazê-las enxergar é com o exemplo: ter sempre seu copo reutilizável a tiracolo, recusar sacolas plásticas, reciclar seu lixo, etc. Liderar pelo exemplo.

 

Qual testamos?

Anita Vandyke

@rocket_science

The Lavendaire Lifestyle     (link para o podcast no Spotify)

Deixe seu depoimento

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *