Olá querido Quarentener! Vamos passar por essa juntos (mesmo que separados). Para isso, preparamos uma lista de atividades que estamos fazendo. Disclaimer: se você tem filhos, aguarde pois postaremos algo para você <3.

É momento de nos esforçarmos para tornar esse período o mais agradável possível, dentro das condições que estamos de confinamento. Então bora lá:

  • Buscar a natureza

Incluir umas plantinhas na próxima compra de supermercado. Podem ser baratinhas e simples, o importante aqui é lidar com a terra, ver as folhinhas crescendo e se modificando, regar, interagir com elas. Essa matéria do Uol fala do efeito terapêutico de lidar com outra vida.

  • Ler

Tem tanta coisa boa para ser lida por aí. Vou deixar aqui a recomendação do livro que estou lendo: Sapiens, do Yuval Noah Harari, é um best seller mundial que fala sobre o ser humano. A nossa evolução. Estou gostando muito. O próximo da minha lista é a biografia do Bowie. Eu só compro livro usado, claro. Tudo na Estante Virtual. Eu adoro entrar lá e ficar explorando, mesmo que eu não compre nada.

  • Escrever/ desenhar

É outra atividade bastante terapêutica. Desde pequena eu escrevo e uma vez eu me dei conta que a sensação de escrever de forma fluida e sem filtros, no que chamamos de fluxo de pensamento, é o mesmo do que conversar com a alma. Já desenhar é um prazer que eu ando exercendo mais ultimamente: adoro pintar aleatoriamente, fazer traços variados. Sempre busco referências no google. Fazer desenhos mais estruturados como mandalas ajudam muito.

  • Fazer cursos online

Nós ganhamos outro dia um curso da Yam. Eu vou fazer o de Ayurveda e a Mari o de sustentabilidade. Assim que terminarmos contamos para vocês. Quem liberou cursos com preços muito acessível ou de graça: – Udemy (baratos), Domestika (baratos), FGV (de graça), USP (de graça), Senai (de graça), Sebrae (free) e Harvard (free) – Já me inscrevi em um sobre redes sociais na FGV, um sobre a origem do Universo da Usp e um sobre ilustração Infantil da Domestika.

  • Ouvir Podcasts

Tenho algumas indicações: adoro o “Forum de Teresina” o podcast de política da revista Piauí, o “Mamilos” e o “Durma com Essa” de notícias do Nexo. Tem um da Folha Ilustrada também que é muito bom.

  • Meditar

Fizemos um post sobre meditação aqui dando dicas. Mas nesse período de quarentena tá bombando meditações guiadas no youtube. Gosto da de 21 dias com Deepak Chopra, já fiz duas vezes. É em espanhol. mas eu prefiro essa versão do que a em português. É muito fácil de entender.

Fazer yoga e exercícios caseiros também é uma ótima pedida. Para tudo há um google.

Encerro as dicas com uma fala de Rita Lee para O Globo:

“Tenho algumas dicas para você se distrair enquanto estiver em isolamento forçado. Há 8 anos vivo enfurnada e há sempre coisas interessantes para fazer.

Nada melhor do que ter a companhia de bichos, que oferecem serenidade e alegria: cuidar e brincar com animais faz o tempo passar de maneira mais divertida. Arranjar uma mudinha de planta e acompanhar o crescimento dela é emocionante. Aproveite e plante em vasinhos: cebolinha, salsinha, tomates-cereja… até alface. Descole uma orquídea, ainda com brotinhos, para acompanhar o desabrochar, lindamente, dia a dia.

Espalho telas e tintas sobre uma mesa e me arrisco a pintar alguma coisa, mexer com cores dá uma alegria na cabeça enquanto escuto músicas que me fazem feliz. Tenho feito tricô, fabrico mantas para os bichos usarem quando o inverno chegar. Escrevi uma letra vudu sobre o coronavírus e fiz uma música punk para combinar com a noia que acontece: chama-se ‘Vírus do horror’. Escolhi passar apenas 3 horas por dia acompanhando as notícias do coronavírus, mais do que isso fico deprê. Depois, acendo velas e incensos na frente do meu altarzinho com todo tipo de divindades.

Ando fuçando minha biblioteca, escolhendo livros que já li e esqueci. Arrumo gavetas, jogo fora um monte de traquitanas inúteis que acumulei ao longo dos anos. Fico namorando e limpando minha coleção de cristais phantom e meus pesos de papel. Lavo as mãos duzentas vezes por dia cantando ‘Parabéns a você’ e estou viciada em passar álcool gel, hábitos modernos.

Tenho a sorte de morar numa casinha no meio do mato com meu namorado e passeamos pelo jardim conversando com as plantas. Acabei de escrever um livro e não consigo defini-lo: se é um diário, citações esquisitas, autoajuda a mim mesma ou nonsenses da minha cabeça.

Minha impressão é a de que nesse confinamento forçado que a humanidade está sendo obrigada a passar há um propósito Divino. Um teste para que aqueles que sobreviverem a essa guerra invisível se conscientizem de que o planeta Terra está realmente sendo destruído pelos donos do poder de cada país. E que se não modificarem radicalmente seus comportamentos em todas as áreas, aí, sim, será a Terceira Guerra derradeira.”

Qual testamos?

Deixe seu depoimento

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu email para receber um boletim muito especial sobre sustentabilidade ♡

* campo obrigatório