Onde fazer trabalho voluntário em São Paulo

Nós fizemos um artigo aqui no qual listamos alguns motivos para se fazer trabalho voluntário e damos dicas de algumas instituições. Desta vez vamos apenas indicar mais opções de voluntariado em São Paulo, aproveitando que a Carol andou fazendo um monte nos últimos meses e me levou junto (Clara) para alguns.

A nossa primeira dica sempre vai ser entrar no portal do Atados e fazer uma busca indicando a causa que mais te comove, a região da cidade e a sua disponibilidade. Eles te dão opções muito certeiras. Se mesmo assim você não encontrar nada, seguem algumas opções que nós testamos e indicamos:

Projeto Re.juntar: Uma juíza que trabalhava na vara da infância percebeu que muitas crianças que viviam em abrigos por conta de condições familiares inadequadas (pais viciados em drogas, brigas, etc), ao receberem permissão para voltar para suas famílias, elas não voltavam devido a precariedade da casa. Por isso a juíza idealizou o projeto, que convoca voluntários para reformar e melhorar a moradia. As condições para que isso aconteça são: deve haver vínculo afetivo entre a família, o imóvel deve ter contas de água e de luz regulares e a reforma deve estar dentro das possibilidades do projeto. Como participar: Toda segunda-feira, a partir das 19 horas, qualquer pessoa pode ir à ONG Base Colaborativa (Rua Maestro Elias Lobo, 923 – Jardim Paulista) e acompanhar reuniões de projetos diversos. No caso do Re.Juntar, são aceitas doações, como material de construção, mobiliário e utensílios domésticos, mas também é possível participar no dia da obra.

Anjos da Cidade: Essa é uma ONG que distribui alimento e roupa para pessoas em situação de rua e vai muito além. Os voluntários, que toda terça-feira se reúnem na praça Olavo Bilac às 20h, saem em comboios por algumas rotas de São Paulo encontrando velhos conhecidos com os quais trocam idéia, escutam, dão um ombro amigo. A doação de roupas, comida e kits de higiene é uma parte do trabalho. Vínculos são formados e os moradores de rua deixam de ser invisíveis uma vez por semana, se sentindo acolhidos. Eu fui com a minha irmã em uma das entregas e fiquei bastante emocionada.

Movimento Aproximação: Esse movimento é ótimo para quem não quer se comprometer, mas quer ajudar sempre que dá. As ações são pontuais e divulgadas alguns dias antes na página do facebook e através do e-mail cadastrado. Eles visitam asilos, centros de acolhida, orfanatos, fazem entrega de comida e eventos como natal e festa junina. Para participar, é só se cadastrar no site deles e ficar ligado na data de inscrição no facebook. As vagas costumam esgotar rápido, então é bom ficar de olho. Eu participei de uma ação em um centro de acolhida da prefeitura, com pessoas e situação de rua. Foi um dia muito intenso, gostei bastante.

Qual testamos?

Deixe seu depoimento

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *