Qualquer um pode ter uma horta em casa. É super simples e recompensador. A Carol mora num apê pequeno, de 50m2 e planta: manjericão de 3 tipos, salsinha, alecrim e hortelã. A Mari também tem alecrim, manjericão e manjerona (tem pitanga também). Eu moro numa casa com jardim e consigo ir mais longe: tenho manjericão, cebolinha, salsinha, alecrim, hortelã, babosa, tomatinhos e capim cidreira.

Os cuidados são poucos: regar sempre, deixar num local que bata sol, pesquisar quais são as melhores espécies pra você (não recomendo tomate para espaços pequenos), checar as especificidades de cada planta e se possível dar um adubo (quem já faz compostagem está feito!).

Ter ervas frescas em casa significa mais sabor, menos veneno e mais contato com a natureza. Eu nunca liguei tanto pra isso, mas depois que passei a ter manjericão fresquinho disponível 24 horas pra mim, entendi a diferença. É tão mais gostoso do que o comprado! Eu criei quase uma dependência em ter manjericão na minha tapioca de manhã, de colocar no molho de macarrão, etc. As outras ervas eu uso para dar mais sabor aos pratos que cozinho em casa. É impressionante como a comida fica muito mais saborosa.

Tem também os chazinhos que eu faço com capim cidreira e hortelã. Nem se compara aos industriais. Aliás, eu aprendi a tomar chá sem açúcar graças as ervas frescas da minha horta.

O pé de tomate que começou a crescer há uns meses é uma coisa louca. Ele ficou enorme e dá muito tomate! Eu praticamente não compro mais. É lindo de ver ele nascer verdinho e depois ir ficando vermelho e suculento.

Lembrando que o governo atual está aumentando ainda mais a quantidade de veneno permitido no nosso alimento. O Brasil é um dos mais importantes produtores de commodities agrícolas no mundo e é o maior importador de veneno desde 2008. A gente admite o uso de mais de 500 tipos de agrotóxicos, 30% deles proibidos na União Europeia.

Ter uma horta em casa, mesmo que pequena, chega a ser um ato político. A gente precisa estar muito alerta com o que optamos por na boca, porque se dependermos de decisões governamentais, podemos estar fazendo um grande mal para nossa saúde. Existem muitos estudos apontando a correlação entre agrotóxicos e doenças de todos os tipos.

Aqui embaixo nós deixamos um video super legal do Claudio Spinola, da Morada da Floresta ensinando como montar uma horta numa caixa de madeira dessas que você pode pegar de graça em feiras.

Saiba Mais:

Governo federal libera mais 42 agrotóxicos no Brasil e amplia recorde desde a posse de Bolsonaro

Horta em casa: 5 passos para seguir e 5 para evitar

 

Qual testamos?

  • manjericão, hortelã, alecrim, capim cidreira e salsinha (são as ervas mais fáceis de cuidar)
  • tomatinhos (para espaços maiores), arruda (tem um cheiro um pouco forte, mas protege a casa), babosa (a famosa Aloe, que serve para fazer máscaras na pele e no cabelo)

Deixe seu depoimento

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *