Eu, Clara, fui a última das três a incluir o granel na minha vida. Achava que as lojas à granel ficavam longe, não entendia as vantagens e – confesso – tinha preguiça. De tanto a Mariana mostrar e falar sobre suas compras à granel, resolvi dar uma chance. Hoje sou super adepta. Estou aqui para contar o que aprendi e trazer umas dicas lixo zero.

O que é a venda à granel?

granel
(…) A granel: a) diz-se de mercadorias vendidas em quantidades fracionárias e sem embalagem ou acondicionamento; b) sem embalagem ou acondicionamento; c) em grande quantidade; com fartura, à beça, a rodo.
(Fonte: dicionário Michaelis)

As lojas que vendem à granel não usam embalagem. Você preenche o seu recipiente com a quantidade que deseja levar daquele produto. Sem embalagens nem desperdício.

Para encontrar uma venda à granel perto da sua casa, basta fazer uma busca simples no google. Se você mora em São Paulo, tem muitas opções. Alguns exemplos: Zona Cerealista na região do centro, o empório Don Grano em Pinheiros, perto de onde a Mari mora e o Butantã Grãos, perto de mim.

Dicas para não gerar lixo MESMO e fazer uma compra melhor:

  1. Leve os seus recipientes. A melhor opção é levar potinhos de vidro e na hora da pesagem a loja desconta o peso. O vidro é o melhor recipiente para armazenar alimentos e temperos, nós falamos melhor sobre isso neste post.
  2. Na falta de potes de vidro, leve saquinhos que você tenha em casa. Podem ser de pano (para guardar temperos não é tão bom, pois os temperos deixam resíduos e cheiro.) ou podem ser saquinhos que eram de outras coisas como pacotes de chá e até pacotes de biquini (eu uso sempre!)
  3. Não esqueça da ecobag, ou sacola retornável, grande para transportar todos os seus saquinhos.
  4. Faça uma listinha antes de sair de casa. Se você for fazer sua própria granola lixo zero, por exemplo, vai precisar de: aveia, flocos de milho, castanha de caju, nozes, uva passa, semente de girassol e mel. Claro que cada um pode fazer a granola do jeito que quiser, com os grãos que mais gosta. Fazer uma listinha é melhor para evitar o desperdício.
  5. Não compre só grãos, compre temperos também. Nunca mais use os prontos ou comprados no supermercado para cozinhar! Os temperos prontos podem ser cheios de sódio, conservantes e outros ingredientes ruins para o nosso organismo. No granel você pode comprá-los mais naturais e sem conservantes. Exemplo: ervas finas (para temperar absolutamente tudo), chimichurri (para legumes e carnes veganas), curry (para arroz, couscous, raízes) e zatar (para bruschettas, queijos, omeletes, saladas).
  6. Dá para fazer economia comprando à granel. Fazendo uma pesquisa prévia, muitas vezes grãos como arroz, lentilha, grão de bico, chia, linhaça e quinoa são mais baratos se comprados à granel do que no mercado.

O granel é mais um passo rumo a autonomia. Rumo à independência de grandes redes de supermercados e afins. Eu já estou quase livre deles, pois compro meus legumes, verduras, frutas e hortaliças orgânicos online e eles entregam, como contei aqui e grãos, sementes, oleaginosas, macarrão e temperos à granel. Produtos de limpeza nós gostamos de marcas biodegradáveis (como da Positiva, Biowash e Yvy). Portanto supermercado pra mim, é só em caso de muita pressa ou necessidade.

Não caia no engano de pensar que você precisa de saquinhos de pano novos ou embalagens especiais para comprar seus grãos. Dá para costurar com tecidos velhos ou usar saquinhos e potes que eram de outras coisas. Existem vários kits à venda, mas a ideia é consumir menos e usar o que já tem.

Você já provou uma granola caseira? Se não, por favor o faça! É tão gostosa e super simples de fazer. Damos a receita neste video no tiktok, neste video no youtube e neste post no nosso instagram. É legal lembrar que ao fazer sua própria granola, você não está evitando apenas o lixo do descarte da embalagem, e sim todo o processo de industrialização. Desde a fabricação até o transporte.

Embalagens plásticas na maioria das vezes não são recicladas por serem muito leves e não darem lucro às cooperativas, portanto não adianta apenas separar corretamente junto aos resíduos recicláveis pois é bem provável que acabe em um aterro. Comprar à granel é mais uma super microrrevolução por menos lixo.

Qual testamos?

Deixe seu depoimento

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu email para receber um boletim muito especial sobre sustentabilidade ♡

* campo obrigatório